Guardas Municipais

Guarda Municipal é morto durante ação de criminoso

Um guarda municipal foi morto na tarde desta quarta-feira (12), na Ribeira, após tentar evitar um assalto. Um bandido ainda não identificado tentou roubar a arma de uma vigilante do Centro Odontológico Morton Mariz, quando o guarda, que estava à paisana, reagiu. O criminoso atirou e matou o guarda, mas o bandido foi baleado e socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O crime aconteceu pro volta das 12h20. O guarda municipal, identificado como Carlos Antônio, 40 anos, estava no local com a esposa e a filha para uma consulta médica, quando observou o assalto a uma vigilante. Ele reagiu e entrou em luta corporal com o criminoso, que reagiu e disparou seis tiros. Segundo testemunhas, pelo menos três deles foram na cabeça – o laudo do Itep não está concluído. O guarda, que tinha 25 anos na corporação, morreu no local.

Após o crime o bandido, identificado como Guilherme Soares Martins, tentou fugir, mas foi pego em flagrante por policiais civis que passava pelo local em deslocamento para a audiência de custódia, onde iriam deixar um detento. Na altura da sede da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), cerca de 200 metros do crime, os policiais ouviram os disparos e os gritos de ajuda e foram ao local. Ao chegar, se depararam com Guilherme com duas armas na mão e pediram para ele se render. Ao negar, foi alvejado na região da coluna com dois tiros.

Apesar da gravidade do ferimento, Guilherme não morreu no local e recebeu atendimento da Samu por volta das 13h20, cerca de uma hora depois de ser baleado. Segundo informações da polícia, ele era condenado por assalto e estava foragido do semiaberto. A moto que ele estava no local era de placa fria.

Minutos depois, a mãe e a mulher de Guilherme chegaram ao local. As duas viram o caso pela televisão, onde estava sendo transmitido o desdobramento.

Fonte: https://g1.globo.com/