PL SOBRE PERICULOSIDADE APRESENTADO PELO GOVERNO, NÃO CONTEMPLA GUARDAS MUNICIPAIS DO REGIME PRÓPRIO.

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, entregou nesta manhã (quarta-feira (30) às lideranças partidárias no Senado o texto para regulamentar a aposentadoria para trabalhadores em situação de periculosidade.

Pelo acordo, o texto será transformado em projeto, tendo como autor o senador Eduardo Braga (MDB-AM) e como relator o senador Esperidião Amim (PP-SC).

O texto NÃO CONTEMPLA OS GUARDAS MUNICIPAIS vinculados aos Regimes Próprios de Previdência dos Municípios, que representa a grande maioria da categoria.

Além disso, a regra de aposentadoria especial apresentada  se resume a 60 anos de idade sendo  25 (vinte e cinco) anos de contribuição para guarda armada com uso permanente de arma de fogo como condição indispensável para o seu exercício. O QUE NÃO ATENDE OS ANSEIOS NEM DESTA PEQUENA PARCELA DA CATEGORIA, VINCULADO AO REGIME GERAL.

Os diretores da FENAGUARDAS estão em Brasília e tentam interceder junto aos SENADORES PARA CORRIGIR ESTAS DISTORÇÕES.

VAMOS A LUTA, É AGORA OU NUNCA!!! NÃO PODEMOS ACEITAR ESTES ABSURDOS.

VEJA O TEXTO ABAIXO.

Aposentadoria-especial